Estudo do CNDL e SPC mostra grau de endividamento do brasileiro

De acordo com o estudo, mais da metade dos adultos do país (53%) tinham alguma compra parcelada no mês de março


27/05/2019 15h17

Levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais deu uma mostra do nível de endividamento dos brasileiros. De acordo com o estudo, mais da metade dos adultos do país (53%) tinham alguma compra parcelada no mês de março. Isso significa que aproximadamente 82,7 milhões de brasileiros estavam com ao menos parte do orçamento comprometido para pagar compras feitas no cartão de crédito, cartão de loja, crediário ou cheque pré-datado no período.

Quase um terço (31%) das pessoas ouvidas disseram já estar livres da dívida, mas 16% não sabiam responder quantas prestações tiveram para pagar em março. Segundo o levantamento, em média, os consumidores demoram cinco meses para quitar totalmente o débito: um prazo que dobra quando se trata dos cidadãos que contraíram empréstimos (11 meses para pagar) e financiamentos (12 meses).

Ainda segundo a pesquisa, 39% dos entrevistados escolheram dividir o custo total pelo menor número de prestações possíveis e 34%, pelo máximo de parcelas, se não houvesse cobrança de juros. O educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli, alerta: além de evitar compras por impulso, “é preciso avaliar se terá condições de pagar as parcelas sem prejudicar seu orçamento mensal, não se descuidando de analisar tarifas e taxas de juros”.


Avança Varejo